sexta-feira, novembro 18, 2005

VERGONHOSO, DISSE ELE
Relativamente aos estabelecimentos de ensino que estão a recorrer a aulas de substituição e "ateliers" de tempos livres para ocupar os alunos no caso dos docentes faltarem devido à greve, o sindicalista [António Avelãs] não questionou a legalidade deste procedimento, mas considerou-o "vergonhoso".
Ao ocupar os alunos, as escolas estão a tirar um rendimento extra aos cafés e, pior do que isso, a permitir aos pais dos alunos terem um dia de trabalho normal.
Coisa que, já se sabe, não entra na cabeça de alguns vergonhosos profissionais do sindicalismo que se eternizam nos cargos.
WALDORF

14 comments:

Blogger heidy said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

3:22 da tarde  
Blogger Dinada said...

Maiiinada!


Raisparta as greves mais quem tem 3 filhos em idade escolar. Bem me disse o mendigo para poupar algum e assinar a TV Cabo sem o canal 18....

3:23 da tarde  
Blogger heidy said...

Ainda me lembro das greves de alunos do meu tempo! Por situações bem mais graves, tinhamos de ir à luta, e os profs marcavam falta, apesar de saberem que tinhamos razão! Houve um ano , em que só tive prof de fisico-quimica durante 15 dias, andámos o resto do ano a resmungar, porque queriamos ter aulas, e eles nada. Quando fizemos greve, os restantes profs, meteram-se contra nós.
Não tenho respeito por este tipo de greves. Muitos deles, nem deveriam estar a ser profs. porque estão lá, simplesmente porque não sabem fazer mais nada (resposta que uma prof de história nos deu uma vez, pertencendo activamente à FENPROF).

3:24 da tarde  
Blogger Cruzeiro said...

Não importa a razão para a greve, desde que isso signifique não trabalhar tá tudo em ordem!...(é desta que me enviam um virús...lol)

4:32 da tarde  
Anonymous Puto Ranhoso said...

Não gosto dos sindicalistas.
(Não confundir com "de sindicalistas")

Mas aulas de substituição são um belo bora-lá-fazer-de-conta-que-queremos-muito-que-estes-putos-ranhosos-sejam-alguém.Um flop.

4:38 da tarde  
Anonymous NL said...

O que este pais precisa, é de um format:

9:44 da tarde  
Anonymous bicho said...

Não percebo toda esta celeuma. Hoje é 6ªf. e portanto dia de greve dos professores. Ora se os professores têm direito a fins de semana de 3 dias, por que razão os miúdos hão-de ser obrigado a ficar em ateliers e aulas de substituição? Para os profs a 6ªf. já é dia de fim de semana e para os alunos não?!? Então porquê?... Como diz o sôr avelã isto é vergonhoso, pá!

10:01 da tarde  
Blogger piscoiso said...

Inda pra mais os miúdos não têm ordenado.

10:48 da tarde  
Blogger heidy said...

Concordo!!!! Vou elaborar uma greve!

11:38 da tarde  
Blogger Cruzeiro said...

Bora lá heidy, tou ctg!..lol

12:44 da manhã  
Blogger heidy said...

:p Não perdem pela demora... ontem tive de ir dormir ... mas hoje elaboro o manifesto.

9:57 da manhã  
Blogger Bart Simpson said...

1º as aulas de substituição são uma farsa.
2º os professores não tem preparação para dar matemática e português em simultâneo
3º a escola não é o local de depósito das criancinhas
4º os pais não podem julgar que se desresponsabilizam por os filhos estarem das 8 às 18 na escolinha
5º greves na sexta-feira cheiram mal.

1:14 da tarde  
Blogger heidy said...

Oh bart, mas se fosse noutro dia da semana, ninguém ligava! Até parecia mal. :p

12:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Keep up the good work »

4:40 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home