sexta-feira, novembro 17, 2006

MAS NÃO ABORTOU, Ó!
Mulher deixou o filho morrer à fome.
ANIMAL

9 comments:

Anonymous João Ferreira Dias said...

daquelas coisas que a Igreja nega, viva, vamos todos ter putos e po-los a pedir.

6:39 da tarde  
Blogger Animal said...

bem, sempre dava prarredondar o pré ao fim do mês

7:33 da tarde  
Blogger luikki said...

não foi amulher!
foi a sociedade - incluindo a padralhada - que, ao ignorarem a existência daquele ser o asassinaram!

10:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Infanticídio agravado ou por negligência?

12:23 da manhã  
Blogger 'mega' said...

'sou apologista que se a despenalização não for aprovada, as mulheres deixem de ir a espanha fazer abortos.. em vez disso, quando os bebés nascerem deixam à porta da igreja como se fazia ultimamente..'

8:58 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"...quando os bebés nascerem..." e até lá ?

- Tomam as refeições com o Sr.Padre?
- Vivem na Casa Paroquial?
- São assitidas pelo médico de família do Padre da Freguesia?
- E depois dos bebés nascerem, entregam-nos para serem educados por uma instituição do Estado e serem violados?

Já chega de hipocrisia!

Choque tecmológico e os outros choques?

CP

12:05 da tarde  
Blogger A mão que escreve said...

então o novo slogan para a lei contra o aborto vai ser: "Não mate o seu filho antes de nascer, deixe-o morrer á fome, que é mais bonito de se ver"....

3:15 da manhã  
Blogger Cristina said...

e vivó embrião...:P

12:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Abortar é pecado.
Não dar comida, não!
A mãi vai para o céu.
Quintas

1:46 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home