quinta-feira, fevereiro 15, 2007

PRISON BREAK
Desconfiado de uma possível traição durante o tempo em que esteve preso, um ex-recluso tentou matar a mulher à facada.
Não perceberam nada. Mal chegou a casa, o homem viu logo que na prisão estava muito melhor: casa, mesa, roupa lavada e emprego garantido. Cá fora é o que se sabe.
WALDORF

4 comments:

Anonymous ronin said...

lol lol segundo alguns pontos de vista na pildra o homem tava mesmo mt melhor.... isso de andar com o bolso virado pra fora!!!!!!!!

1:49 da tarde  
Blogger Animal said...

e em casa ainda tinha de dormir ca mulher... mais as saudades do Pedrão da Naifa... fónix, que lá dentro (intreprete-se à vontade) é que se tá bem!

4:10 da tarde  
Blogger Cristina said...

hahaha!! ó animal, tiraste-me o comentário dos dedos...

7:16 da tarde  
Blogger Afronauta said...

Deveriam ter condecorado o homem! Para além de ser sensível à problemática da necessidade de manutenção de um equilíbrio com a natureza, levando-o a escolher um modo de vida mais concordante, rejeitando o consumismo e todos os luxos a ele associados, que inevitavelmente exercem uma grande pressão sobre os recursos do planeta ainda escolheu um método amigo do ambiente. Umas facadas não consomem qualquer combustível, produzem qualquer poluição nomeadamente CO2 como acontece com os disparos de uma caçadeira, para não referir a contaminação dos solos com os resíduos de pólvora, a poluição sonora que sobressalta aas andorinhas e prejudica a nidificação, claro está e sem que seja de somenos importância, todos os produtos de limpeza necessários à devolução da higiene à cena do crime, poluidores de solos e lençóis freáticos...

3:08 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home