segunda-feira, dezembro 22, 2008

6 comments:

Anonymous fónix said...

Porra! Os banqueiros e os gajos da alta finança não estão todos presos. Só esses esgotam os pacotes de férias.

12:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu cá desconfio desses registos, cheira-me a socratismo puro, aquela forma de atirar o barro à parede (aos olhos dos tugas), a fazer de conta que não se passa nada, com aquela estratégia de "se se disser que está tudo como sempre ou até melhor, o povo acredita!" e vai daí, para não ficar atrás dos outros, o desgraçado do zé endivida-se para as tais férias. E as operadoras aí, de facto, vão-se safando. Mas eu desconfio que já nem às Berlengas conseguem levar ninguém. Quando a táctica da máscara de normalidade falhar largo, cheira-me que vamos descobrir uma linhagem brutal de Madoffs por cá...
Assina Miss Piggy

12:54 da tarde  
Anonymous fónix said...

Boa, miss Piggy! Muito bem alembrado, sim senhora. Esta história dos pacotes de férias esgotados é mesmo capaz de ser uma farsa maquiavelicamente encenada pela tribo socratélica para convencer o rebanho. Quanto à emergência de abundantes madoffs, ela já está aí bem à vista. Basta uma leitura pelos jornais diários! São milhões pra um lado, são milhões pra outro...
Enós a vê-los passar!

1:32 da tarde  
Anonymous Elfo said...

Eh pá e se dessem um milhão de euros a cada português não se resolvia a porra da crise. Cum caraças somos só dez milhões e o que são dez biliões (10 (elevado a 12))para o Sócrates?
Deixa-me estar mas é calado se não ainda me elegem ministro da Economia e Finanças.
É que resolviam os embróglios dos prfs. dos fps. e de toda a maralha que se orienta à conta do estado e, o Sócrates ainda ficava no poder de pedra e cal que nem o Salazar o batia.

4:07 da tarde  
Blogger francis said...

os GPS´s devem estar todos avariados e ninguém encontra essa bela localidade, a crise.

6:48 da tarde  
Anonymous fónix said...

Tamém andei a ber no google earth e não encontrei a crise!

7:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home