quinta-feira, maio 28, 2009

A ARITMÉTICA É SIMPLES

"Abusos sexuais são menos graves que aborto"
Precisamente: cada aborto feito é menos um cuzinho prós nossos sacerdotes paparem.
ANIMAL

Etiquetas:

21 comments:

Blogger francis said...

tristeza.

5:50 da tarde  
Blogger Eric Blair said...

nem mais!

8:58 da tarde  
Blogger Lucy Fields said...

ora aí está um ponto de vista de q nunca me lembrei, e n é q faz sentido.. pois!

11:28 da tarde  
Blogger Ouriço-Cacheiro said...

aborto era o a mãe desse senhor devia ter feito!

2:23 da tarde  
Blogger aurora said...

A igreja em todo o seu esplendor.
Oremos.

6:45 da tarde  
Blogger DistraidoAsAlways said...

Aurora, oremos, mas cuidado com a forma... é que a avaliar pela noticia a igreja está atenta... :p

8:53 da tarde  
Blogger a saber said...

um país (mundo) "interessante" o nosso.

10:16 da tarde  
Blogger Sérgio Currais said...

Amen.

2:45 da manhã  
Blogger Gabriella Monferrato said...

É um assunto complexo. A afirmação do sacerdote hierarquiza o abuso sexual e o aborto, dizendo que o último é mais grave do que o primeiro. Não está por isso a omitir a gravidade dos abusos sexuais. E se pensarmos bem, as afirmações do sacerdote estão em conformidade com a doutrina da igreja católica, que afirma o valor da vida humana como sendo soberano.

Não esperem ouvir uma reprimenda do Papa ao sacerdote. Isso não vai acontecer. E não me parece que seja motivo para tanto choque: a vida humana por nascer é um valor a ser preservado, mesmo quando essa vida é resultado de um acto de violência. É essa a mensagem que está por detrás das afirmações do sacerdote.

5:29 da tarde  
Blogger Animal said...

com jeitinho, poderemos encontrar justificações plausíveis e mesmo profundamente humanistas nos actos de hitler, staline, pol pot e outros filhos de deus.
foi por amor à humanidade que eles fizeram o que fizeram. nós é que somos uns mabecos de vistas curtas...

11:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Neste mundo é caso para dizer, que venha o diabo e escolha, respeito não há nenhum. Por muito que queira-mos chamar isto de vida estamos muito enganados, será preciso morrer para sabermos o que é a vida, tudo se renova e nada se pode renovar se não morrer-mos, é essa a fisolofia da vida e é isto que está escrito desde o inicio dos tempos, agora cada um que escolha por onde quer seguir, essa foi a liberdade que DEUS nos deu, mas com algumas regras e essas sim tem que ser cumpridas a risca.

1:09 da manhã  
Blogger xavier ieri said...

Parece-me que a discussão, aqui, embarca na lógica abstrusa do santinho da igreja.

O que o santinho da igreja faz é uma tentativa de menorização do problema abuso sexual, chamando à colação um problema que, na óptica dele, é igualmente grave e que ele hierarquiza em plano superior, precisamente para que dessa comparitividade resulte tal menorização do abuso sexual.

Ou seja, é um chico-esperto a utilizar um discurso para gente de vistas curtas.

Vem de carrinho.

A Igreja hoje mudou, o Papa anterior já pediu desculpa pelas atrocidades do passado, mas não devemos esquecer-nos que foi esta mesma gente, com os mesmos dogmas doutrinais (sensivelmente) que em nome de Deus cometeu os mais bárbaros actos contra as pessoas, queimando-as para lhes salvar a alma!!!! e até contra a humanidade, dizimando civilizações e culturas humanas.

É que esta coisa de todos os dias falar em Deus não dá, só por si, santidade a ninguém.

Podem ser e são, não raro, tão filhos-de-puta como qualquer outro mortal, e até mais.

São maiores filhos-de-puta, num exercício medonho de hipocrisia, quando abusam sexualmente de menores (e de maiores!), utilizando o discurso supostamente do plano do sagrado, a posição de superioridade moral conferido pelo sacerdócio, a confiança que esse mesmo sacerdócio induz e pressupõe e todo o seu implícito estatuto de superioridade moral e espiritual.

Não há explicações para um monte de merda.

Um monte de merda é um monte de merda.
É sempre um monte de merda e de merda não passa!

8:15 da manhã  
Blogger Animal said...

Xavier, vê-se que és um humanista e um optimista: ao comparares esses entes a montes de merda, estás a reabilitá-los e a atribuir-lhes um valor imenso. Um monte de merda tem utilidade, é material orgânico, biodegradável, que pode ser decomposto e reutilizado como fertilizante. Um monte de merda é uma fonte de possibilidades para as moscas e as bactérias prosperarem. Não vejo na padralhada um décimo do valor que vejo num monte de merda, mas isso sou eu, que sou um cínico e que não acredito na humanidade. Tu és um gajo porreiro. Tu ainda acreditas na salvação. Põe-te a pau que ainda de contratam para Papa...

12:23 da tarde  
Blogger Pulha Garcia said...

Inacreditável. Sobretudo por aligeirar as responsabilidades da Igreja em matéria de abusos...

12:31 da tarde  
Blogger xavier ieri said...

Animal
Percebi-te! LOL

Eu sei que sabes que sou um cínico militante e encartado.
basta visitar a minha tasca para ver isso mesmo.

E tens toda a razão!
Onde é que eu tinha a cabeça???

Verdadeiros montes de merda, perdoai-me, pois não sabia o que dizia!

12:40 da tarde  
Blogger Karocha said...

Os Padrecas não aprendem!
Vergonhoso!!!!!!!!!

4:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olhem lá: estão por acaso paneleiros dos olhos? Dizem muitas besteiras. Eu cá sou padre numa paróquia do Alentejo e farto-me de papar gajas lá do meio, sobretudo casadas, com ar de beatas. umas verdadeiras vacarronas e os maridos nem imaginam as fenomenais mamadas que me fazem nas confissões, sobretudo as velhas que nem vale a pena despir, mas mamam c'mó caralho. Vão-se foder no cú, cambada de rotos.

12:20 da tarde  
Blogger francis said...

"paneleiros dos olhos" é muito bom...

12:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Gostas? Sentes que há empatia? Desde que seja paneleiro, não é? Logo vi que que isto é um antro de rotos. Volto prás velhas, que essas ao menos deixam o guito todas contentes, ao contrário dos cornos dos maridos, que ficam mesmo fodidos com a cena de lhes estarem a mexer no bolso. Ainda por cima, engolem tudo que é uma maravilha... deve ser esta coisa de ser um homem de Deus.... a nhanha é santa e faz bemm á pele. Puta que os pariu!

12:11 da manhã  
Blogger Seca Adegas said...

LOL

3:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Com estas afirmações todas já não sei afinal quem é roto, se os padres ou os gajos que para aqui escreveram, parece tudo feito da mesma massa, é caso para dizer quem não quer lobo não lhe vista a pele.

12:07 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home